(31) 3500-2990
(31) 3500-2990 | (11) 4673-0774
contato@educarebox.com

Inadimplência na escola particular: como evitar esse problema

A inadimplência na escola particular sempre foi um desafio para os gestores, afinal, lidar com ele exige paciência e também estratégia. Muitas escolas erram ao não gerir bem esse problema, que com o tempo, se agrava cada vez mais. Mas existem soluções.

Hoje vamos abordar algumas das melhores estratégias para lidar com a  inadimplência na escola particular. São ações importantes e que se forem bem executadas irão minimizar a inadimplência e seus efeitos na escola e na educação.

Inadimplência escolar e seus prejuízos


Escolas particulares são espaços de educação, isso é um fato, porém, ela é também um negócio. E negócios precisam dar lucro para continuarem e crescerem. É aqui que está o potencial destrutivo de lidar com a inadimplência na mensalidade escolar dos alunos.

Se a escola demorar a identificar o crescimento da inadimplência levará mais tempo para agir e contornar esse obstáculo. E, dependendo das razões que levam à inadimplência, a situação pode se agravar e sair do controle. 

Para se ter ideia, cerca de 90% das instituições de ensino brasileiras sofrem com esse desafio. Muitas, infelizmente, fechando suas portas e encerrando suas atividades.

Inadimplência na escola particular reduz o crescimento

Este é, seguramente, o principal problema, mas não o único. 

Se a receita esperada não atinge a projeção estimada o impacto acontece e a escola não cresce, não evolui. Afinal, como investir em melhorias se os recursos são insuficientes?

Até mesmo áreas como marketing são afetadas, comprometendo ações de publicidade para a escola, o que reduz as chances de novas matrículas.

A consequência natural desse problema sem que haja uma ação que o solucione pode ser o quadro mais grave e indesejado: a falência.

Inadimplência na escola particular x pandemia

A pandemia da Covid-19 afetou o mundo inteiro, não apenas fechando escolas para evitar o contágio, mas também elevando a inadimplência nas escolas.

Uma das razões atreladas a isso é o agravamento da crise econômica que já vinha em curso no Brasil e que ganhou força ao longo de 2020 e 2021.

Em Minas Gerais, por exemplo, o SINEP-MG (Sindicato das Escolas Particulares), revelou em pesquisa que a inadimplência chegou a  37% no estado

Já a estimativa de escolas que fecharam as portas até setembro de 2020 era de 25%.

Razões da inadimplência escolar

Problemas financeiros dos pais ou responsáveis do aluno costumam ser a causa principal da inadimplência. Pode ser um descontrole momentâneo, desemprego ou algum outro reflexo de uma crise financeira, como a que o Brasil atravessa, por exemplo.

É possível até que os pais tirem os filhos da escola particular para matriculá-los na rede pública, medida extrema, mas que pode ser necessária.

É em momentos assim que uma gestão eficiente faz diferença em uma escola, mas é também onde muitas erram, percebendo esse erro somente quando é tarde demais.

Ações para reduzir a inadimplência na escola particular


1 – Políticas de cobrança eficientes

Estabelecer políticas de cobrança claras e bem estruturadas para negociar com os pais, sem prejuízos à escola, mas compreendendo seu momento, pode mudar o cenário. Que ações serão tomadas? A partir de que momento? Como será a abordagem?

2 – Tenha um setor de cobranças atuante

Cobrança não se faz de qualquer jeito e nem por qualquer um. Ter um setor para colocar em prática e até melhorar as políticas de cobrança terá grande impacto nos resultados. Esse time trabalhará focado e terá percepções que ajudarão a reduzir a inadimplência.

3 – Ofereça diversas formas de pagamento

Já pensou em oferecer uma redução na mensalidade mediante pagamento adiantado? Sua escola atualmente utiliza PIX? Ter opções e, quando possível, oferecer compensação por pagamento em dia ou adiantado, pode ser uma estratégia muito eficiente para a escola.

4 – Programa de pontos para bons pagadores

Se for possível, que tal oferecer pontos por mensalidades pagas em dia ou antecipadamente? Os pais podem acumular pontos para que no ano anterior tenham o primeiro mês grátis ou com descontos, por exemplo. Vale a pena pensar nisso.

5 – Favoreça o diálogo

Saber como abordar pais inadimplentes, fazer isso com educação para não constrangê-los é um gesto de profundo respeito. Lembre-se que, na maioria dos casos, a inadimplência não é proposital, mas consequência de alguma situação adversa. Empatia sempre!

6 – Para resolver têm que saber negociar 

Falamos acima em diálogo, item essencial quando o foco for negociar as dívidas com os pais. O pagamento total pode não ser possível, mas o parcelamento pode ser um recurso viável. 

Ouça os pais, avalie a situação do aluno e confronte com a realidade da escola para chegar a uma negociação que seja boa para todos. 

Inadimplência na escola particular: como agir


A escola pode “punir” o aluno inadimplente?

De forma alguma a escola poderá punir ou constranger o aluno reduzindo seus acessos ou limitando sua educação. O Art. 42º do Código de Defesa do Consumidor CDC Lei 8.078/90 é bastante claro em relação a isso:

“Art. 42. Na cobrança de débitos, o consumidor inadimplente não será exposto a ridículo, nem será submetido a qualquer tipo de constrangimento ou ameaça.”

Complementando temos o Art 6º da  Lei 9.870/99, que informa:

“Art. 6º São proibidas a suspensão de provas escolares, a retenção de documentos escolares ou a aplicação de quaisquer outras penalidades pedagógicas por motivo de inadimplemento, sujeitando-se o contratante, no que couber, às sanções legais e administrativas, compatíveis com o Código de Defesa do Consumidor, e com os arts. 177 e 1.092 do Código Civil Brasileiro, caso a inadimplência perdure por mais de noventa dias.”

Agir de forma contrária poderá acarretar em problemas judiciais muito maiores e mais onerosos para a escola. Sem falar em danos à sua imagem.

A escola pode não renovar a matrícula de alunos inadimplentes?

Nesse caso sim, segundo informa o Art. 5º da Lei 9.870/99:

 “Os alunos já matriculados, salvo quando inadimplentes, terão direito à renovação das matrículas, observado o calendário escolar da instituição, o regimento da escola ou cláusula contratual.”

Apesar disso, vale destacar que a escola não pode reter documentos ou se negar a permitir a transferência escolar de alunos inadimplentes.

Cobrança judicial

Caso seja necessário a escola poderá realizar um acordo com os pais ou ingressar com ação de cobrança na Justiça para a quitação da dívida. Mesmo se o aluno solicitar a transferência, a dívida poderá ser cobrada pelas vias legais.

Como uma agenda escolar digital ajuda a reduzir a inadimplência

Considerando que muitos casos de inadimplência na escola particular acontecem por esquecimento, a agenda escolar digital pode ajudar. E muito!

Um dos grandes trunfos de uma plataforma como a EducareBox está na capacidade de criar relacionamento com os pais. A escola deixa de ser um lugar onde os filhos estão e passa a ser uma parceira na educação deles.

A troca de mensagens, a comunicação ágil e prática, tudo isso favorece a participação mais ativa dos pais. Sem falar que até aumenta a percepção de valor deles em relação ao bem que proporciona aos seus filhos. 

As mensagens podem ser utilizadas estrategicamente perto do vencimento, na data ou até posteriormente para lembrá-los do pagamento. Tudo isso sem gerar desgaste, de forma automática.

Se quiser saber mais sobre esses benefícios, entre em contato com a EducareBox.

Conclusão

Evitar a inadimplência na escola particular é questão de planejamento e comunicação.

A escola precisa se estruturar para agir de forma preventiva ou corretiva diante dos casos para que não fujam do controle. É importante ter um setor próprio e regras bem claras para atuar de forma eficiente e resolutiva.

E não se esqueça que o diálogo precisa existir, somado à empatia, para que pais e escola possam se entender e buscar alternativas para quitar a dívida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×

Olá!

Clique em um de nossos representantes para iniciar um chat ou envie um email para contato@educarebox.com

× Fale conosco